0800-7033-500Bem-vindo(a) ao blog da HOSPFAR, voltar para o site.

Marcelo Perillo explica o que é efeito rebote

Home / Goiás / Marcelo Perillo explica o que é efeito rebote

Marcelo Perillo explica o que é efeito rebote

Marcelo Perillo explica: Efeito Rebote

Rebote significa retorno de algo rebatido, no caso da área farmacêutica, este termo é utilizado quando há retorno dos sintomas mesmo após o fim do tratamento. Um exemplo prático é o caso de pessoas que possuem dor de cabeça com frequência e misturam remédios diversos, o que acaba gerando mais dor de cabeça ainda. Marcelo Perillo nos diz que é basicamente o retorno dos sintomas da doença, em alguns casos, mais graves do que no início.

O efeito rebote pode decorrer da má utilização de remédios.

Esse efeito é muito comum em pessoas que utilizam anabolizantes de forma indiscriminada para obter uma dose mais alta de testosterona. Marcelo Perillo explica que quando há a interrupção do uso, pode ocorrer um aumento desenfreado da produção de estrógeno, o hormônio que estava inibido por causa do anabolizante.

No caso de medicamentos betabloqueadores, utilizados para tratamento de pressão arterial e arritmia, caso o paciente esqueça de utilizar a medicação, pode ocorrer sintomas mais intensos de palpitação e também o retorno da arritmia. É importante entender que não é o medicamento que causará estes sintomas, mas a sua falta de modo não controlado.

Outras causas

Marcelo Perillo lembra que é algo que não necessariamente ocorre apenas com o uso de medicamentos. Pessoas com pele oleosa, por exemplo, conhecem bem o efeito rebote. Ao lavar a pele várias vezes ao dia, o resultado alcançado pode ser o de mais oleosidade ainda, já que o corpo entende que há algo de errado acontecendo e por isso precisa repor o que está sendo tirado.
Prevenir o aparecimento do efeito rebote é muito simples: Siga fielmente as orientações do seu médico e farmacêutico e não interrompa o tratamento por conta própria.

Marcelo Perillo – Diretor Administrativo Hospfar

Postagens Recentes
  • Odailson da Silva

    Acontece o efeito rebote com ansiolíticos (alprazolam), por exemplo? É o que fazer para resolver este problema?

    • Marie Farias

      Sim pode acontecer efeito rebote . Qualquer fármaco ansiolítico usado há um tempo prolongado não pode ser retirado subitamente . Deve_se ir reduzindo a dose até seu organismo acostumar com a falta do mesmo. Isso é feito com a ajuda do seu médico nunca pelo paciente. Só ele saberá quando se deve ou não parar difinitivamente um fármaco desse tipo.

  • maria clara mendes

    Bom dia eu fui ao cardiologista e troquei meu remedio da pressao tirei o metildopa 250mg (2xdia) por losartana 50mg(2xdia) e hidroclotiazida (1pelamanha.Só que a pressao não esta abaixando faz 3 dias sendo que nestes dias eu tomava a metade do metildopa para não dar o efeito rebote,gostaria de saber se é normal acontecer isto esta sempre 140-100 e sendo que sempre verifiquei deitada e dava sempre 110-78 + ou- agora não baixa de 140-100 voce pode me ajudar se pode ser o efeito rebote mesmo e qt tempo pode durar ate normalizar

marcelo perilloMarcelo Reis Perillo