0800-7033-500Bem-vindo(a) ao blog da HOSPFAR, voltar para o site.

Marcelo Perillo alerta sobre alto número de casos de dengue em Goiás

Home / Bem-estar / Marcelo Perillo alerta sobre alto número de casos de dengue em Goiás

Marcelo Perillo alerta sobre alto número de casos de dengue em Goiás

No dia 12 de fevereiro, a Secretaria de Estado da Saúde de Goiás divulgou o Boletim da Dengue, que mostrou um aumento de 0,63% no número de casos da doença registrados nas cinco primeiras semanas de 2016 em relação ao mesmo período do ano passado. De 3 de janeiro a 6 de fevereiro de 2016 foram notificados 19.762 casos, contra os 19. 638 casos comunicados no mesmo período de 2015.

Goiânia, a capital do Estado, é a cidade campeã em número de casos de dengue: 6.570. Em seguida vem Anápolis, Aparecida de Goiânia, Luziânia, Rio Verde, Valparaíso de Goiás, Santo Antônio do Descoberto, Senador Canedo, Trindade e Goianira.

Goiás também foi o líder nacional em registro de dengue por habitante em 2015. Os dados divulgados pelo Ministério da Saúde no início de janeiro deste ano mostram que o Estado registrou 2.500,6 casos da doença para cada 100 mil habitantes. O Estado ficou na frente até mesmo de São Paulo, que teve 1.665,7 casos por grupo de 100 mil habitantes.

Entre os casos confirmados, Goiás teve 134 de dengue grave em 2014, superado apenas pelos 201 constatados em São Paulo. Já no ano passado, o número goiano subiu para 262, enquanto o paulista chegou a 625. Goiás continua na segunda posição em registro de casos graves da doença.

Em todo o país, o Ministério da Saúde registrou 1.649.008 casos prováveis de dengue no ano de 2015. No ano anterior, 2014, ocorreram 586.955 registros da doença no Brasil.

Marcelo Perillo ressalta que esse grande número de casos é explicado por estudos que apontam que 80% dos focos do mosquito encontrados em Goiás estão dentro das casas, em entulhos, calhas, vasos de plantas, pneus armazenados inadequadamente, depósitos de água, caixas d’água destampadas. Os demais 20% estão em ruas, parques e outras áreas públicas de responsabilidade do Estado.

Para livrar sua casa e ajudar a sua cidade, veja alguns cuidados necessários recomendados por Marcelo Perillo:

– Mantenha a caixa d’água fechada com a tampa adequada

– Lave com água e sabão os tanques utilizados para armazenar água

– Encha de areai até a borda os pratinhos dos vasos de planta

– Guarde garrafas sempre de cabeça para baixo

– Entregue seus pneus velhos aos serviços de limpeza urbana ou guarde-os em local coberto e abrigado da chuva.

 

Lembre-se: cada um deve fazer sua parte. Um mosquito não é mais forte que um país inteiro.

Postagens Recentes
Código de conduta Compliancecodigo-de-conduta-compliance-direito-humanos